sábado, 4 de agosto de 2007

Folgando por causa placentera

«Procriem para a Mãe Rússia!» Este é o incitamento de uma organização que montou um acampamento nos arredores de Moscovo e são estimulados a ter relações sexuais. Não se trata de uma qualquer rave pós-perestroika, mas antes uma organização que pretende criar «russos autênticos».

Os jovens obedecem a um som que os encoraja a dirigirem-se para as tendas dispostas em forma de coração e chamadas de «Oásis do Amor». As mulheres entregam a roupa interior de tamanho mais pequeno e recebem cuecas e soutiens maiores e mais confortáveis. Neste acampamento ¡pasmem-se! ¡não há preservativos nem bebidas alcoólicas!

Os organizadores justificam o movimento com esta frase: «Os mamutes foram extintos porque não faziam muito sexo. Isto não pode acontecer com a Rússia».

O movimento é controlado pelo Governo de Putin e o Nashi tornou-se uma figura estratégica dentro do panorama político russo. A frequência é monitorizada electronicamente por meio de crachás e quem faltar a três eventos programados é automaticamente expulso por movimento.

Durante duas semanas, dez mil jovens, além do sexo, praticam educação física e realizam debates.

Vía: PortugalDiário

5 comentarios:

  1. Estaba yo pensando si en este campamento permitirán el sexo anal u oral...

    ResponderEliminar
  2. Claudio

    Esta noticia parece haber ocurrido para ser redactada en portugués/brasileño.

    ResponderEliminar
  3. Arrebatos: ¡La Madre Rusia siempre ha sido muy, muy conservadora!
    En cualquier caso más allá de lo que pueda tener de divertido hay aquí un tufo a eugenesia que me produce cierta inquietud. ¿Hacia dónde va Rusia? ¡Hacia un nacionalismo cada vez más desacomplejado! O sea que, hay que estar atentos.

    ResponderEliminar
  4. Claudio: Efectivamente, por eso no he querido ni tocarle ni una coma.

    ResponderEliminar

En desazón

Son las 7:00 de la mañana. El despertar del día me pilla con un libro sorprendente entre las manos, El hombre en desazón (gracias, Karl Mi...